Percussão guineana agita SESC Interlagos

A criançada que frequenta o SESC Interlagos tocou e dançou na oficina de percussão com Aboubacar Sidibé. As oficinas ocorreram em 19 de janeiro, na parte da manhã e na parte da tarde.O ritmo ensinado foi fëfo em estilo doun doun dance, no qual os percussionistas tocam e dançam ao mesmo tempo.

Anúncios

Contos Dançados da Guiné no SESC Interlagos

Os Contos Dançados da Guiné fizeram parte da programação do mês da Consciência Negra no SESC Interlagos. As apresentações ocorreram em 19 e 20 de novembro. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias. Bastante interativo, o público é incentivado a brincar, dançar e tocar os instrumentos na última parte do espetáculo. Também pode fazer perguntas a respeito da cultura guineana.

Contos Dançados da Guiné no Parque da Água Branca

Em 14 de agosto de 2016, o projeto Contos Dançados da Guiné esteve no espaço de Leitura do Parque da Água Branca. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias. Bastante interativo, o público é incentivado a brincar, dançar e tocar os instrumentos na última parte do espetáculo. Também pode fazer perguntas a respeito da cultura guineana.

Fareta Sidibé na mostra TAI

Fareta Sidibé, o grupo formado por Aboubacar Sidibé e seus estudantes de dança e percussão guineana apresentou-se no encerramento da primeira mostra Território Artístico Imigrante - TAI, que aconteceu e 2 de julho de 2016 no Coletivo Digital, em São Paulo.

Contos dançados da Guiné no SESC Santana

Em maio de 2016, o projeto Contos Dançados da Guiné, de Aboubacar Sidibé, esteve no SESC Santana nos dias 7, 14 e 28. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias.

Contos Dançados da Guiné em vários SESCs

Em novembro de 2015, Aboubacar Sidibé se apresentou nos SESCs Jundiaí, Sorocaba, Campo Limpo com o projeto interativo Contos Dançados da Guiné, que reúne dança, música e contação de histórias.

Maternidade & Paternidade na Guiné

Em 2 de agosto de 2015, Aboubacar Sidibé iniciou o projeto Contos Dançados da Guiné, uma apresentação que reúne dança, música e contação de histórias. Maternidade e Paternidade na Guiné foi o tema dessa apresentação, que aconteceu na Casa das Rosas, em São Paulo.