Venha dançar e tocar com a gente

Agora, as aulas de dança e percussão acontecem às segundas, terças, sextas e sábados, a partir das 16h O centro fica há 3 quadras do metrô Liberdade.

Anúncios

A dança e a percussão da Guiné

A importância da dança e da percussão na cultura guineana. A manutenção da tradição até os dias atuais.

Criançada do SESC Interlagos curtiu dança guineana

A oficina de dança guineana no SESC Interlagos chamou a atenção da criançada. Ela ocorreu em 26 de janeiro nos períodos da manhã e tarde e Aboubacar Sidibé mostrou dois ritmos guineanos: Yankadi, Mamaya e Fëfo.

Percussão guineana agita SESC Interlagos

A criançada que frequenta o SESC Interlagos tocou e dançou na oficina de percussão com Aboubacar Sidibé. As oficinas ocorreram em 19 de janeiro, na parte da manhã e na parte da tarde.O ritmo ensinado foi fëfo em estilo doun doun dance, no qual os percussionistas tocam e dançam ao mesmo tempo.

Fareta Sidibé na mostra TAI

Fareta Sidibé, o grupo formado por Aboubacar Sidibé e seus estudantes de dança e percussão guineana apresentou-se no encerramento da primeira mostra Território Artístico Imigrante - TAI, que aconteceu e 2 de julho de 2016 no Coletivo Digital, em São Paulo.

Contos Dançados da Guiné em vários SESCs

Em novembro de 2015, Aboubacar Sidibé se apresentou nos SESCs Jundiaí, Sorocaba, Campo Limpo com o projeto interativo Contos Dançados da Guiné, que reúne dança, música e contação de histórias.