Contos Dançados da Guiné no Parque da Água Branca

Em 14 de agosto de 2016, o projeto Contos Dançados da Guiné esteve no espaço de Leitura do Parque da Água Branca. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias. Bastante interativo, o público é incentivado a brincar, dançar e tocar os instrumentos na última parte do espetáculo. Também pode fazer perguntas a respeito da cultura guineana.

Anúncios

Oficina de dança e percussão em São Paulo

Oficina de danças e percussão africana no Ateliê Arte e Contraste em 12 de agosto de 2016 como evento colaborativo. Todo valor arrecadado foi em prol de Kampama, a viagem colaborativa à Guiné (julho de 2017)

Fareta Sidibé na mostra TAI

Fareta Sidibé, o grupo formado por Aboubacar Sidibé e seus estudantes de dança e percussão guineana apresentou-se no encerramento da primeira mostra Território Artístico Imigrante - TAI, que aconteceu e 2 de julho de 2016 no Coletivo Digital, em São Paulo.

Contos Dançados da Guiné no SESC Vila Mariana

Nos dias 3 e 17 de julho de 2016, o projeto Contos Dançados da Guiné esteve no SESC Vila Mariana. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias. Bastante interativo, o público é incentivado a brincar, dançar e tocar os instrumentos na última parte do espetáculo. Também pode fazer perguntas a respeito da cultura guineana.

Contos dançados da Guiné no SESC Santana

Em maio de 2016, o projeto Contos Dançados da Guiné, de Aboubacar Sidibé, esteve no SESC Santana nos dias 7, 14 e 28. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias.

Pocket show no IV Fórum de Mulheres Imigrantes de Ascendência Africana

Pocket show de Fareta Sidibé com ritmos femininos no Encerramento do IV Fórum de Mulheres Imigrantes de Ascendência Africana na Vitrine da Dança da Galeria Olido/SP. Em 20 de março de 2016. Fareta Sidibé é o grupo formado por Aboubacar Sidibé e seus estudantes de dança e percussão africana.