Cultura guineana presente no Maifest

O público do Maifest, festival multicultural de rua, no Brooklin, em São Paulo, teve a oportunidade de conhecer um pouquinho da cultura da Guiné, durante a apresentação do Ballet Fareta Sidibé.

Anúncios

Ballet Fareta Sidibé na Virada Cultural paulista

Protegidos por guarda-chuvas e sombrinhas, o público da Virada Cultural compareceu à apresentação do Ballet Fareta Sidibé. O som do djembé ecoou pelo centro antigo de São Paulo e a tarde fria e chuvosa esquentou!

Yannick Delass e Aboubacar Sidibé: parcerias

Em maio, Aboubacar Sidibé estreitou as parcerias com Yannick Delass e seu Congo Ancestral. Aboubacar Sidibé participou de apresentação junto ao guitarrista congolês, também radicado em São Paulo, no III Congo Ancestral e, juntamente com o Ballet Fareta Sidibé, do festival Musique D'Afrique. Ambos eventos ocorreram em maio no restaurante palestino Al Janiah, em São … Continue lendo Yannick Delass e Aboubacar Sidibé: parcerias

Oficina de dança e percussão da Guiné e Senegal em Brasília: veja como foi

Aboubacar Sidibé esteve em Brasília nos dias 6 e 7 de maio para lecionar dança da Guiné e acompanhado pelo djembé fola Alpha Kabinet Camara. O senegalês Oumar Sadio também foi o oficineiro da percussão. Grande oportunidade de aprofundar conhecimentos da cultura africana com africanos radicados no Brasil.

Criançada do SESC Interlagos curtiu dança guineana

A oficina de dança guineana no SESC Interlagos chamou a atenção da criançada. Ela ocorreu em 26 de janeiro nos períodos da manhã e tarde e Aboubacar Sidibé mostrou dois ritmos guineanos: Yankadi, Mamaya e Fëfo.

Percussão guineana agita SESC Interlagos

A criançada que frequenta o SESC Interlagos tocou e dançou na oficina de percussão com Aboubacar Sidibé. As oficinas ocorreram em 19 de janeiro, na parte da manhã e na parte da tarde.O ritmo ensinado foi fëfo em estilo doun doun dance, no qual os percussionistas tocam e dançam ao mesmo tempo.

Contos Dançados da Guiné no SESC Interlagos

Os Contos Dançados da Guiné fizeram parte da programação do mês da Consciência Negra no SESC Interlagos. As apresentações ocorreram em 19 e 20 de novembro. Contos Dançados da Guiné reúne dança, música, brincadeiras e contação de histórias. Bastante interativo, o público é incentivado a brincar, dançar e tocar os instrumentos na última parte do espetáculo. Também pode fazer perguntas a respeito da cultura guineana.